Método extrajudicial e alternativo de solução de conflitos no divórcio

Notícias - Método extrajudicial e alternativo de solução de conflitos no divórcio
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A Mediação é um método extrajudicial e alternativo de solução de conflitos, pois é uma alternativa para o processo litigioso de divórcio. Permite que as necessidades de ambas as partes em conflito sejam atendidas, evitando o litígio e facilitando a separação. Dá ênfase especial aos filhos envolvidos nesse processo.

A Mediação é um método extrajudicial e alternativo de solução de conflitos, pois é uma alternativa para o processo litigioso de divórcio. Permite que as necessidades de ambas as partes em conflito sejam atendidas, evitando o litígio e facilitando a separação. Dá ênfase especial aos filhos envolvidos nesse processo.

Quem já passou por um processo de divórcio ou acompanhou alguém que já o tenha vivenciado, sabe que nem sempre as decisões tomadas são as mais racionais. O término de uma relação pode envolver muito mais do que umas simples divisões de bens, além de filhos, existem sentimentos de mágoa e ciúmes, que sobrevivem ao tempo. Como impedir então, que os problemas gerados durante o casamento ressurjam também no processo de separação?

Através da mediação, as pessoas envolvidas têm a oportunidade de protagonizar as próprias decisões, na busca por um entendimento (consenso) que atenda a ambos. Basta, para tanto, que as Partes em conflito queiram resolver de forma amigável seus problemas, criando soluções ao invés de brigar. Na Mediação, decidem enfrentar as suas próprias questões, ao invés de deixar este problema à cargo da Justiça, que em geral, desconhece a fundo, as necessidades de cada um e dos filhos.

Em linhas gerais, o processo de Mediação inicia com a assinatura de um termo de acordo, que regerá o processo durante as reuniões seguintes. Tal acordo poderá ser acompanhado pelos respectivos advogados. Em seguida, iniciam-se as reuniões e ao fim delas, é redigido um termo de acordo, que deverá ser supervisionado pelos advogados das Partes, para em seguida ser também judicialmente homologado.

Durante este processo de encontros, as Partes encontram também um clima propicio para os ajustes necessários ao desenvolvimento de uma nova convivência nos pós casamento. Um dos mais importantes ajustes, diz respeito aos filhos do casal e as decisões que doravante se farão necessárias em suas vidas. O texto produzido foi analisado segundo a Análise de Discurso, linha francesa. Verificou-se que a estratégia adotada permitiu que a Vice Presidente da comissão manifestasse o seu entendimento sobre o conteúdo do artigo científico. A Dra. Jeiva Rebouças, advogada, integrante da comissão e atuante nas áreas do direito de família e imobiliário.

Mais notícias

Não perca a oportunidade de ler outras notícias que podem chamar a sua atenção.

Direito Internacional Comparado (Brasil X Portugal)
Vemos hoje que o Brasil avança construindo um modelo de mediação próprio, muito incentivado pelas competições de medi...
Rebouças Viana
Campo Grande 12 2 andar, sala 16, 1700-053 Lisboa, Portugal.
Copyright © 2023
Rebouças Viana
Campo Grande 12 2 andar, sala 16, 1700-053 Lisboa, Portugal.
Copyright © 2023
Atendimento por WhatsApp
Direito de família e imobiliário
Jeiva Rebouças Viana
Atendimentos de segunda-feira a sexta-feira das 9:00hrs às 17:00hrs.
Atendimento por WhatsApp
Direito de família e imobiliário
Jeiva Rebouças Viana
Atendimentos de segunda-feira a sexta-feira das 9:00hrs às 17:00hrs.

Rebouças Viana

Copyright © 2023

Este site utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência. Ao clicar em 'ok" e continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade